quarta-feira, 24 de abril de 2013

Tilápia cozida com leite de coco

Outro dia fiz algumas pesquisas de receitas de peixes e acabei me deparando com a receita de "Peixe com leite de coco" no site mdemulher culinária. Aliás, este site tem diversas receitas fantásticas! Eu dei uma adaptada à receita original para aproveitar os ingredientes que tinha em casa. E ficou muito bom!
Para fazer os filés de tilápia (usei aqueles que compramos congelados em pacotes nos supermercados), misturei o suco de 1 limão, 1 garrafinha de leite de coco, 1 colher de chá de sal e 1/2 colher de chá de pimenta do reino. misturei os ingredientes e joguei em um recipiente por cima dos filés de peixe. Passei um papel-filme por cima e levei à geladeira por 1 hora e 30 minutos. Mas cheguei à conclusão depois que esse tempo deve ser superior para o tempero "pegar" melhor nos filés. Depois que o peixe estiver bem temperado, cerca de 2 horas de geladeira, leve ao fogo, numa panela tampada, por 30 minutos. Sirva com arroz ou batatas souté e decore com cebolinha picada. Conforme comentários da Fefe: "o limão deu um toque todo especial ao peixe"! Se foi aprovado pela cozinheira profissional, sugiro a vocês também experimentarem...
Bon appétit!

terça-feira, 23 de abril de 2013

Dicas da Fefe: Aula de gastronomia

Este mês Fernanda Lafetá concluirá o curso no SENAC de cozinheiro profissional. Para iniciar as atividades profissionais dará aulas de gastronomia. Serão turmas, de 6 a 8 alunos, grupos abertos ou fechados. As aulas acontecerão às segundas e terças-feiras, das 19 às 22h. Os cursos serão de gastronomia para iniciantes e gastronomia temática, com ênfase na culinária internacional. Uma ótima oportunidade para aqueles que desejam aprender ou aperfeiçoar os dotes culinários! Quem se interessar deverá entrar em contato através do email fernandalafeta@gmail.com.

Para acompanhar as novidades e dicas que a Fefe tem para oferecer também poderá acessar o perfil no facebook: Spaço Gastronomico


domingo, 21 de abril de 2013

Bolo de Coco ("Pega marido")

Recebi da minha querida colega de trabalho esses dias a receita do bolo "Pega marido"! Acho que muitas quererão experimentar! rsrs... Eu amo coco e todas as receitas que levam esse ingrediente maravilhoso! E mais! Sendo uma daquelas de jogar tudo no liquidificador e colocar no forno... melhor ainda! É exatamente assim esse bolo!
Bata no liquidificador 1 lata de leite condensado, a mesma medida da lata de leite integral e de farinha de trigo, 1 vidro pequeno de leite de coco, 1/2 medida da lata de açúcar, 3 ovos grandes inteiros e 3 colheres de sopa de manteiga. Coloque em uma forma untada e enfarinhada.
Leve ao forno médio (200°C) até dourar, 30 a 60 minutos, dependendo do forno. Faça o teste do palito para retirar do forno. O bolo fica com consistência espetacular! parecendo de uma queijada. É realmente muito gostoso! Para fazer uma cobertura leve ao fogo 1 vidro de leite de coco, 1 colher de sopa de açúcar e 1 pacote de coco ralado. Deixe ferver e coloque quente sobre o bolo. Escolha bem o futuro marido que deseja "pegar" pelo estômago e Bon appétit!

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - BH

E lá vem mais um festival de Comida di Buteco em BH! Cada buteco participante deverá criar esse ano tira-gostos feitos com linguiça e mandioca. Os pratos concorrentes não podem se repetir, nem entre os botecos e nem nas próximas 10 edições seguintes. Após experimentar o petisco local, você e seus amigos receberão cédulas de votação. O público e os jurados devem avaliar quatro critérios importantes: o própriotira-gosto, a higiene do local, a qualidade do atendimento e a temperatura das bebidas. O peso do júri e do público é igual, de 50% cada.
A partir do dia 12 de abril, cerca de 400 butecos estarão competindo simultaneamente em 16 cidades. Neste ano, a edição 2013 do Comida di Buteco vem com o slogan Buteco: a verdadeira rede social, que por sinal, ficou sensacional! O maior concurso de cozinha de raiz do Brasil mostra que, desde sempre, é no buteco que as pessoas se socializam e interagem com amigos e até desconhecidos. Uma verdadeira “rede social”, no sentido original do termo.
Para o encerramento do Comida di Buteco 2013, a já tradicional festa Saideira Comida di Buteco com shows do Skank, Aline Calixto e Martinália, no dia 18 de maio, a partir das 12:00.
Estreiam esse ano no festival Bar do TonhoBar Dona SuíçaCervejaria Seu RomãoGabiroba Butiquim; João da CarneKoqueiro's BarO Pulo do Gato e Tanganica Art Bar.
A criatividade na elaboração dos petiscos também se mantém! Vejam alguns exemplos!
O Bar do Tonho apresenta o Mandioca na ponta da Língua. A mistura consiste em língua de boi recheada com bacon e cenoura vermelha ao próprio molho; acompanha creme de mandioca.
A Cervejaria Seu Romão apresenta o Linguiça à 7 chaves difamada na cachaça. Os ingredientes são: linguiça de carne de sol suína, bolinho de mandioca recheado e costelinha.
Com o prato Dona Língua e seus bolinhos o Bar da Cida volta ao Comida di Buteco. Na receita língua de boi acompanhada por bolinhos de mandioca.
O Bartiquim vem com a Alegria das muié: lagartinho de panela com mandioca cozida.
Combinado não sai caro é o petisco d Café Bahia: linguiça de pernil flambada com provolone, torresmo de barriga, medalhão de quiabo e mandioca foguinho, acompanhados por molho de mostarda da casa.
A Cantina da Ana apresenta o Trem da alegria: linguiça de pernil recehada com azeitona, linguiça de lombo recheada com pimenta biquinho e torresmo de barriga, acompanhados por purê de mandioca e molho de mostarda com laranja e mel.
O Estabelecimento Bar vem com a Linguinhoca de panela: mix de linguiças cozidas em vinho, cebola, polpa de tomate e pimenta, servido com mandioca cozida e refogada em manteiga de garrafa, maionese, açafrão e ervas finas.
E por aí vai a imaginação dos chefs desses butecos tradicionais e cheios de sabor e cerveja gelada para o festival gastronômico que mais demonstra a cara de BH!
Aproveitem! Cheguem cedo, pois como já sabemos, os locais ficam bastante cheios e difíceis de sentar... 
Bon appétit!


terça-feira, 9 de abril de 2013

Dicas da Fefe: Como desfiar carne de sol em poucos minutos

Foto fonte: http://www.mirantte.com.br/
A dica da Fefe de hoje é para descomplicar a vida na hora de desfiar a carne seca. Mas antes de ensinar, vou trazer aqui uma curiosidade sobre as pequenas diferenças existentes entre a carne seca, a carne de sol e o carque.
Para a carne de sol: a principal delas é que a carne seca, como diz o nome, é menos úmida e mais salgada que a carne de sol. Já a carne de sol representa os cortes do traseiro do boi, que são salgados e deixados para secar em um lugar coberto e bem arejado por cerca de duas ou três horas, procedimento um pouco contraditório ao nome... Esse preparo exige baixa umidade do ar, e essa é uma das razões para que o sertão nordestino seja um ótimo lugar para para a prática, daí a tradição do local. A salga da carne de sol é bem mais leve que a do charque ou carne-seca. Seu prazo para consumo não deve passar de uma semana após sua cura. Outros nomes como ela é conhecida são. A carne-seca também conhecida como charque, passa por um salga bem mais forte que a carne-de-sol, seu processo é muito semelhante, pois é levada ao vento e sol para secar ou passa por estufas apropriadas, fazendo com que sua atividade acquosa chegue no máximo a 10% . Também necessita passar por várias trocas de água para chegar ao ponto certo de cocção, porém grande parte de seus nutrientes se perdem. Seu uso é mais comum na região Nordeste onde é conhecida pelo nome de “carne-do-ceará”, ou simplesmente “jabá.” Seu maior uso é para o preparo da feijoada.O charque se trata de carne de vaca, onde é cortada em “mantas” e logo em seguida é salgada, a seco ou em salmoura. O estado que mais a consome no Brasil é o Rio Grande do Sul, onde é feita na forma do famoso Arroz-Carreteiro, prato emblemático da cozinha dos Pampas.

Foto: Panelaterapia
E afinal, como desfiar carne de sol em poucos minutos? É extremamente simples! Basta cozinhar a carne de sol na panela de pressão por 40 minutos. 
Após cozida, aprovente para fortalecer os músculos e sacuda a panela sem a água da cocção por 40 segundos a 1 minuto
Após abrir a panela a carne estará toda desfiada!
Xô garfo e horas desfiando a carne seca ! Agora com algumas sacudidas seu trabalho será concluído bem mais rapidinho!
Bon appétit!


segunda-feira, 8 de abril de 2013

Como minimizar o número de casos da Gripe A

Recebi esse email e repassei para toda a minha lista de amigos. Mas como aqui no Blog existem vários seguidores que não estão neste grupo, achei importante deixar esse post aqui para todos os visitantes tomarem ciência de uma forma simples para tentar contribuir para minimizar o número de casos da Gripe A, causada pelo vírus H1N1. Segue abaixo o texto que recebi por email.

Segundo os jornais, vamos ter um surto de gripe lá para meados de ABRIL. Assim reenvio esta recomendação/aviso que recebi hoje para todos seguirem. O Dr. Vinay Goyal, urgentista reconhecido mundialmente, diretor de um departamento de medicina nuclear, tiroídica e cardíaca pede para você divulgar a mensagem abaixo para o maior número de pessoas possível, a fim de contribuir para minimizar o número de casos da Gripe A, causada pelo vírus H1N1. "As únicas vias de acesso para o vírus da gripe são as narinas, a boca e a garganta. Em relação a esta epidemia tão vastamente propagada, apesar de todas as precauções, é praticamente impossível não estar em contato com portadores do vírus que a promove. Contudo, alerto para o seguinte: o problema real não é tanto o contato com o vírus, mas a sua proliferação. Enquanto estamos em boa saúde e não apresentamos sintomas de infecção da gripe A (H1N1), há precauções a serem tomadas para evitar a proliferação do vírus, o agravamento dos sintomas e o desenvolvimento das infecções secundárias. Infelizmente, estas precauções, relativamente simples, não são divulgadas suficientemente na maior parte das comunicações oficiais. 
Eis algumas precauções:
1. Como mencionado na maior parte das publicidades, lave as mãos frequentemente.
2. Evite, na medida do possível, tocar no rosto com as mãos.
3. Duas vezes por dia, sobretudo quando esteve em contato com outras pessoas, ou quando chegar em casa, faça gargarejos com água morna contendo sal de cozinha. Decorrem normalmente 2 a 3 dias entre o momento em que a garganta e as narinas são infectadas e o aparecimento dos sintomas. Os gargarejos feitos regularmente podem prevenir a proliferação do vírus. De certa maneira, os gargarejos com água salgada têm o mesmo efeito, numa pessoa em estado saudável, que a vacina sobre uma pessoa infectada. Não devemos subestimar este método preventivo simples, barato e eficaz. Os vírus não suportam a água morna contendo sais.
4. Ao menos uma vez por dia, à noite, por exemplo, limpe as narinas com a água morna e sal. Assoe o nariz com vigor, e, em seguida, com um cotonete para ouvidos (ou um pouco de algodão) mergulhado numa solução de água morna com sal, passe nas duas narinas. Este é um outro método eficaz para diminuir a propagação do vírus. O uso de potes nasais para limpeza das narinas, contendo água morna e sal de cozinha, é um excelente método para retirar as impurezas que albergam os vírus e bactérias; trata-se de um costume milenar, da India.
5. Reforce o seu sistema imunitário comendo alimentos ricos em vitamina C. Se a vitamina C for tomada sob a forma de pastilhas ou comprimidos, assegure-se de que contém Zinco, a fim de acelerar a absorção da vit. C.
6. Beba tanto quanto possível bebidas quentes (chás, café, infusões etc.). As bebidas quentes limpam os vírus que podem se encontrar depositados na garganta e em seguida depositam-nos no estômago onde não podem sobreviver, devido o pH local ser ácido, o que evita a sua proliferação”.Amigo(a): Será uma grande contribuição se você fizer chegar esta mensagem ao maior número de pessoas possível. Você prestará um serviço de grande utilidade pública, ajudando no combate desta gripe que já dizimou tantas pessoas.

domingo, 7 de abril de 2013

Massa com carne de porco e coulis de jabuticaba


Mais uma da série "nesta casa nada se perde, tudo se devora"... A picanha suína que sobrou da última refeição virou molho para massa que acrescida de coulis de jabuticaba ficou um verdadeiro céu!
Vocês lembram daquele post que ensinei fazer a picanha suína com barbecue, certo? Pois quando a vi sobrando na geladeira logo pensei que não poderia ser jogada fora. As carnes de porco geralmente combinam muito bem com itens doces. Assim, fui buscando o que tinha por aqui e acabei inventando esse prato que, na minha opinião, ficou na lista de top 10 daqueles que fazemos com o que tem à frente!
Para começar, ferva a água com sal e ervas e provence para cozinhar a massa. Pegue o pedaço de picanha que sobrou e triture no processador. Fiz o mesmo com 1 cebola grande. Ela, fritei na panela com 1 colher de sopa de azeite e 1 colher de chá de manteiga. Quando ficou "ao vidro" misturei a carne. Adicionei 1/2 xícara de café de um creme balsâmico com geléia de morango e pimenta da Casa Madeira Gourmet, que é simplesmente divino! Misturei para incorporar bem à carne. Depois acrescentei 1 xícara de café de vinho branco e deixei cozinhando. Quando a massa estava pronta, escorri e adicionei a carne por cima. Para finalizar e dar o toque final muito especial, peguei um pouquinho daquela compota de casca de jabuticaba que já ensinei aqui no Blog e aqueci 30 segundos no microondas. Joguei por cima da carne e de partes da massa. O adocicado desse coulis fez toda a diferença dando um sabor incrível ao prato!
Com um pouco de imaginação e ingredientes podemos elaborar uma bela refeição! Não desperdice os alimentos! Recrie-os!
Bon appétit!

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Dicas da Fefe: Tiramissu

A dica da Fefe de hoje é uma receita de dar água na boca! O Tiramissu é uma sobremesa tipicamente italiana que consiste em camadas de pão de ló (em geral substituído por biscoitos do tipo inglês ou champagne) embebidas em café, entremeadas por um creme à base de queijo mascarpone e polvilhadas com chocolate amargo. Mas a receita original comporta muitas variações. Esta aqui que vocês vão aprender hoje veio da escola de cozinheiro profissional do SENAC-BH.
Para começar, Passe um café e deixe esfriar. Depois, o item a se preparar é o creme. Bata 4 gemas e reserve. Em uma panela, coloque a 200g de açúcar refinado e 100ml água. Deixe ferver até atingir uma calda em ponto de fio. Adicione a calda quente às gemas e bata até formar um creme mais claro. Misture-o ao mascarpone delicadamente.
Depois vamos chantily. Basta bater 500ml de creme de leite fresco até dar o ponto. Se tiver dificuldade, já compre-o pronto, pois facilita bastante o preparo da sobremesa. Misture o chantily com o creme tiramissu. Coloque num prato o café já frio com 1 xícara (de café) de whisky e molhe rapidamente o biscoito champagne (para a receita será necessária 1 caixa de biscoito).
Para montar faça camadas na seguinte ordem:  Creme - biscoito - creme. Leve ao congelador. Vocês podem montar com um aro quadrado ou redondo, em pirex ou forma de pudim. Pode também finzalizar envolvendo todo o doce com uma fina camada de chantily para ficar como o da foto. Na hora de servir polvilhe chocolate em pó por cima, prepare-se para os elogios e Bon appétit!