terça-feira, 6 de março de 2012

Strogonoff


O Strogonoff, Stragonov ou Estrogonofe é um prato de origem russa que foi modificado ao migrar para a culinária francesa e italiana. Em razão das diversas versões que encontrei por aí sobre a origem desse prato, não vou me alongar aqui com isso. Fato é, que a receita original, advém do século XVI, de um cozinheiro do Czar russo Pedro, o Grande. Alguns afirmam bravamente que desde aquela época a receita era feita com o leite azedo (o nosso creme de leite). Mas há também quem jure que na Rússia o creme de leite quase não é utilizado e, por isso, o que temos hoje é uma adaptação à antiga obra gastronômica.


As receitas de strogonoff levam, geralmente, além do filé ou qualquer outra carne de sua preferência, diversos ingredientes que variam conforme o paladar do cozinheiro. Vi receitas com catchup, mostarda, molho inglês, algumas com cogumelos em conserva, outras exigindo os cogumelos frescos, uma pequena quantia de bebida, seja ela vodka ou cognac. Mas aqui eu estou trazendo que chamo de FALSO STROGONOFF.
Falso porque não tem nada a ver com as receitas que costumamos ver, porque é muito mais simples e porque é para matar a vontade desse prato enganando o estômago com uma mistura bem prática e rápida que se parece muito com a famosa receita russa.


Eu costumo fazer aquele velho e bom molho de tomate rápido. Fio de azeite na panela quente. 1 cebola grande cortada em cubinhos. Jogue no azeite e deixe ficar transparente. Logo após, 1 kg de filé picado em tiras. Passe rapidamente a carne na panela e reserve. Em outra panela, derrame o vidro de molho de tomate, 1 lata de tomates pelados e tempere com sal, pimenta do reino (eu uso muito a branca) e, se quiser, um pouco de ervas de provence. Aquela colherinha (das de café) de açúcar para retirar a forte acidez do tomate. 30 minutos desse molho no fogo. Vá misturando a cada 10 minutos, apenas para não pegar no fundo da panela. Passados esses 30 minutos, misturo aquele filé com cebola. Provo o tempero para conferir se o sal está no ponto. Acrescento aproximadamente meia xícara (das de chá) de cogumelos do tipo paris em conserva picados. Jogo a lata ou a caixinha de creme de leite (nesse caso não faz diferença) e pronto! O strogonoff (falsificado) está prontinho para você servir com batata palha e arroz. O da foto está com arroz integral (pois ando tentando me adaptar a ele...).

Apesar de não ser a receita original, que leva muito mais ingredientes, adoro fazer esse prato para os dias de pouco tempo na cozinha.

Acho que vale a pena experimentar!

Bon appétit!

4 comentários:

  1. Querida pessoa que nos tenta todas as manhãs com esses posts maravilhosos, só tenho uma coisa a dizer sobre esse prato: Eu quero!!!
    Bjos, Fê Latorre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahahaha! Qualquer segunda-feira dessas vou fazer lá em casa para você almoçar comigo, viu, Fê! Beijão!

      Excluir
  2. Meu prato preferido! Vou testar essa sua versão! ;)

    ResponderExcluir